E o bobo da corte sou eu | Luthero Lopes